segunda-feira, 6 de fevereiro de 2017

Um papo sobre os antioxidantes



    Anos atrás o Ministério da Agricultura dos Estados Unidos, com apoio de pesquisadores da universidade de Boston, buscou desenvolver um método para fazer triagem e classificação de alimentos de acordo com sua capacidade antioxidante. 

Mas como isso pode ajudar no teu cotidiano? Vamos encontrar as respostas juntos!

       Quando nossas células (inclusive nossos neurônios) queimam oxigênio para gerar energia, há um subproduto chamado radical livre, que é criado e jogado fora. Basicamente um radical livre é uma molécula na qual falta um elétron. E, como lhe falta esse elétron, ela é instável e precisa roubar elétrons de outras células. Agarra-os por onde pode e vai lesionando outras células. Na gerontologia nomeamos esse processo de estresse oxidativo, e muitos acreditam que ele é um dos grandes culpados pelo envelhecimento normal. 

      Eliminar o maior número de radicais livres parece então uma ideia bem interessante. Quando somos jovens, é comum neutralizarmos esse vilão com uma outra molécula, um antioxidante, isso significa o quanto é importante melhorarmos esse tipo de defesa em nossos corpos. A melhor maneira de fazermos isso é através da alimentação!

        Entre as principais opções de comidinhas antioxidantes, temos ameixas pretas, vinho, morango, goiaba, castanha, tomate, melancia, cenoura, batata. O mais interessante é que essas opções são saborosas e podem ser intercaladas durante todo o dia, se consumidos da maneira correta (3/3 horas). No caso do vinho, ele é rico em resveratrol. As outras frutas e legumes tem uma concentração excepcional de vitaminas A, C, D, E e minerais essenciais para o bom funcionamento do nosso organismo, reservas que lá na frente farão toda diferença para compensar perdas. 

         Os suplementos nutricionais e polivitamínicos substituem esse nutrientes que citamos?  NÃO!

As moléculas sintetizadas e manipuladas quimicamente em laboratórios tem seu valor, ajudam muito no tratamento de diversas patologias e até mesmo no reforço dos sistemas de defesa do nosso corpo. Mas de longe a ingestão direta dos alimentos favorece nosso metabolismo, até mesmo no momento da digestão! 

        É isso galera, para evitar futuros problemas de saúde durante o envelhecimento (lembrando que até quando somos jovens estamos envelhecendo) um copo de suco de preferência com mais de uma fruta, carnes brancas e acompanhamentos a base fibras como o arroz integral é QUALIDADE DE VIDA pura. Ahhh, tudo isso ao lado de uma boa companhia com uma boa conversa faz toda diferença.



Nenhum comentário:

Postar um comentário